Você PRECISA de um seguro quando financiar um carro

Publicado por Marcos Chaves

Apesar de o recente momento de crise econômica ter causado um aumento na taxa de juros (e uma consequente diminuição na demanda de crédito), ainda existem muitas opções de financiamento para adquirir um automóvel.

Verdade seja dita, o alto preço dos carros no Brasil faz com que seja muito difícil adquirir um automóvel sem que seja através de um financiamento. Considerando que os prazos são longos (geralmente entre dois a cinco anos), é importante proteger o investimento enquanto você não termina de pagar.

Imagine-se financiando um carro em 36 parcelas e, ainda no primeiro ano de uso, ter o automóvel roubado. O banco não quer nem saber: você provavelmente vai ter que continuar pagando, mesmo sem carro.

Agora você consegue entender a importância de contratar um seguro para carro financiado, certo?

O seguro de automóvel em caso de furto ou roubo

Com um seguro auto, você protege seu financiamento

Com um seguro auto, você protege seu financiamento

Hoje em dia, dirigir pelos grandes centros urbanos requer uma dose extra de cuidados. Não estamos falando apenas dos riscos de se envolver em acidentes ou colisões por conta do intenso tráfego, mas, também, por causa dos elevados números de furtos e roubos de veículos.

Assim, um seguro auto se torna um serviço essencial e indispensável. Entretanto, muitos motoristas acabam ignorando essa importância e veem o seguro como um “gasto”, não como um investimento que pode ajudar a prevenir prejuízos maiores no futuro.

Isso é especialmente importante quando analisamos o problema sob a ótica de um carro financiado. Contratar um seguro auto que, pelo menos, ofereça cobertura contra furto e roubo é importantíssimo para não levar um prejuízo significativo e se ver obrigado a pagar pelas parcelas de um carro que foi roubado.

O seguro auto no financiamento

Quando você está protegido por um seguro auto e tem o carro quitado, a indenização em caso de furto ou roubo é paga diretamente a você, enquanto proprietário. Já no caso de um carro financiado, o dono é a instituição financeira até que você pague todas as parcelas.

Nessa hipótese, se o carro financiado for furtado ou roubado, a seguradora realiza dois pagamentos: o saldo devedor gera um pagamento para quitar o débito junto a quem financiou. Depois de quitada a dívida, o valor remanescente da apólice é pago.

O seguro auto evita que você tenha de continuar pagando o financiamento de um carro que foi furtado ou roubado. Logicamente, se você financia um carro e não garante sua proteção com um seguro de automóvel, você não estará protegido desse tipo de situação.


Tag:

Categorizados em: