5 situações em que a seguradora pode negar a indenização

Publicado por Jeniffer Elaina da Silva

Depois de contratado o plano muitas pessoas pensam que já está tudo certo e em qualquer situação o seguro se responsabiliza. Porém, não é assim que funciona, saiba 5 situações em que a seguradora pode negar a indenização.

Saber quais situações em que a seguradora pode negar pagar a indenização pode justamente evitar essa situação, já que assim o segurado pode deixar de praticar esses casos, e assim, em caso de algum sinistro, estar mais protegido. Essa prevenção garantirá o direito do cliente.

Além disso, assim o consumidor sabe como proceder em situação específicas, e não corre esse risco. O imprevisto que um sinistro traz já pode ser grande, ninguém quer agravar ainda mais a situação ficando sem a cobertura do seguro, ou enfrentando mais problemas com a seguradora.

5 situações em que a seguradora pode negar a indenização

5 situações em que a seguradora pode negar a indenização

Há situações em que a seguradora pode negar a indenização de maneira legal. Saiba quais são elas e evite ao máximo comete-las.

Se o motorista que estiver envolvido no sinistro com o veículo do seguro não possuir carteira de habilitação o seguro não é obrigado a cobrir o prejuízo. Isso porque, como essa atitude é um ato ilegal, ela se configura como uma quebra de contrato por parte do segurado.

Mudança de endereço sem avisar a seguradora

Se o segurado não avisar a seguradora sobre a mudança de endereço ou de trabalho, por exemplo, a seguradora pode alegar que não cobre determinado local. Por isso, o ideal é sempre avisar a seguradora e se preciso, corrigir o valor do seguro.

Mudança no veículo sem o consentimento da seguradora

Sempre que o proprietário fizer alguma alteração na estrutura do veículo, é preciso comunicar a seguradora. Isso porque mudam as chances do veículo apresentar um problema mecânico, além de poder alterar o valor do veículo.

Sinistros em que haja dolo do motorista

O dolo por parte do motorista é a intenção por parte do motorista, ou quando ele assume o risco de sofrer um acidente. Dirigir bêbado, por exemplo, pode ser considerado como um dolo do motorista.

Fraude por parte do segurado

Há situações em que o segurado se envolve em um sinistro com a única intenção de receber a indenização do seguro. Esse fato pode ser considerado como uma fraude do motorista, e que traz prejuízos para a seguradora. Nesse caso, se confirmado, a empresa pode negar-se a pagar o valor da indenização.

Agora que você já sabe quais as situações em que a seguradora pode negar a indenização, previna-se dessa situação e fuja dessas atitudes que podem comprometer o seu seguro. Também não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos, para que eles também saibam quais são as melhores atitudes para manter o seguro valendo.


Tag:

Categorizados em: