Glossário: Seguro Auto

Publicado por Marcos Chaves

Esse glossário de seguro auto é atualizado frequentemente, mantendo os principais termos utilizados no ramo dos seguros de automóveis para você não ter mais dúvidas sobre nada!

Ao comprar um novo automóvel, é fato sabido que você deve protegê-lo contratando um bom seguro de carro. Apesar disso, é compreensível que muitas pessoas encontrem dificuldades para escolher um bom seguro auto, e ao serem bombardeadas com todo tipo de informações novas e complexas, acabam assinando qualquer coisa, sem se certificarem de que o serviço é adequado e realmente fornece a proteção desejada.

A missão do Seguro de Automóvel, além de fornecer uma plataforma prática e fácil para você obter cotação de seguro online, é de oferecer um conteúdo explicativo e informativo sobre seguro de carro.

Neste artigo (que é atualizado periodicamente), nós reunimos os principais termos e nomenclaturas que são utilizados na hora de contratar um seguro de carro. Qual a franquia da sua apólice? Qual o prêmio e a cobertura do seu seguro auto? Se esses termos são estranhos para você, este artigo pode ajudar.

Glossário Seguro Auto: os principais termos utilizados

AGRAVAÇÃO DE RISCO

Diz-se do risco que ficou mais grave do que quando você contratou o seguro de carro – por exemplo, uma suspensão rebaixada. Pode fazer a seguradora recusar a indenização.

ANÁLISE DE RISCO

E o processo pelo qual a seguradora analisa as condições e perfil do motorista e do veículo, para medir a dimensão do risco e fixar o prêmio apropriado para aceitar o seguro de carro.

APÓLICE

É o contrato de seguro auto. Ela descreve o bem segurado (no caso, o automóvel), bem como a cobertura e as garantias contratadas, especificando todos os detalhes da relação entre segurado e seguradora.

BÔNUS

Quando um segurado cumpre a apólice sem causar transtornos ou prejuízos à seguradora, ela pode conceder um bônus ao cliente: um desconto na renovação da apólice.

COBERTURA

É a garantia da seguradora contra os riscos discriminados na apólice de seguro de carro.

COBERTURA ADICIONAL

A seguradora inclui na apólice a possibilidade de pagamento de prêmio adicional para o caso de riscos que não estejam previstos nas condições e coberturas gerais e específicas.

COBERTURA BÁSICA

Relaciona-se diretamente com danos causados à carcaça do veículo, e tem como objetivo ao reembolso de despesas com reparação de danos ao veículo segurado. Além da cobertura básica, uma apólice de seguro de carro pode conter coberturas adicionais e suplementares.

CONSTATAÇÃO DE DANOS

O processo pelo qual a seguradora verifica e analisa os danos causados ao carro segurado.

DANO

É o prejuízo sofrido pelo cliente-segurado ou por terceiro. É indenizável de acordo com a cobertura contratada (por exemplo, o seu seguro de carro pode ter cobertura de danos causados a terceiros).

DANO MATERIAL

É o dano causado pelo segurado a outros veículos, ou a portões, propriedades, muros, postes, etc.

DANO CORPORAL

Dano causado a uma pessoa (como um atropelamento).

DANO MORAL

É o dano causado à personalidade da pessoa, que afeta a dignidade, a honra e/ou a moral. Algumas seguradoras incluem cobertura contra dano moral em apólice de seguro auto, pois não é raro (aliás, é muito comum) discussões de trânsito acabarem em trocas de ofensas e processos por dano moral.

DPVAT

É o seguro obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. É pago todos os anos, geralmente junto da 1ª parcela do IPVA.

ENDOSSO

Toda alteração feita durante a vigência da apólice de seguro auto, como alteração de endereço, mudança do condutor, substituição do veículo, etc.

FRANQUIA

É a parcela em dinheiro que o cliente é obrigado a pagar para reparar os danos causados no carro, em caso de sinistro. O valor da franquia sempre é definido na contratação do seguro de carro.

FRANQUIA DEDUTÍVEL

Modalidade de franquia na qual a seguradora se compromete a indenizar apenas os prejuízos que excedam ao valor da franquia – nesse caso, o valor é deduzido da indenização total.

FRANQUIA SIMPLES

Modalidade de franquia na qual a seguradora é desobrigada de indenizar, quando os prejuízos são inferiores ao valor da franquia.

INDENIZAÇÃO INTEGRAL

Aplicável aos casos de “perda total” do veículo, ela é devida quando os prejuízos e danos causados pelo sinistro tornam a recuperação do carro inviável. Geralmente, essa situação se verifica quando os custos de reparo são superiores a 75% do limite de indenização (o valor segurado do automóvel).

LUCROS CESSANTES

Representa o que o segurado, ou terceiro, deixa de lucrar em virtude de um sinistro – por exemplo, o quanto um taxista deixa de receber por conta do táxi parado, em decorrência de um acidente.

MÁ-FÉ

Configura-se quando a pessoa age contrariamente à lei, ou com o intuito de burlá-la. Um exemplo clássico de má-fé em seguro de carros é quando o cliente omite ou deturpa informações na hora de contratar o seguro auto, buscando um serviço mais barato.

PREJUÍZO

Em matéria de seguros de carros, “prejuízo” é qualquer dano ou perda que acabe reduzindo o valor de um bem (seja na quantidade, na qualidade, ou no interesse).

PRÊMIO

A quantia em dinheiro, paga pelo segurado à seguradora, para que esta assuma a responsabilidade pelos riscos estabelecidos na apólice de seguro de carro.

PROPOSTA

É o formulário que deve ser preenchido pelo cliente para se candidatar ao seguro auto oferecido pela empresa. É documento impresso e detalhado.

RESPONSABILIDADE CIVIL

Obrigação imposta pela lei para que uma pessoa responda por danos causados a outros, seja pessoalmente, seja por pessoas sob sua dependência.

RISCO

É a expectativa de sinistro. É o evento incerto (ou de data incerta), que independe da vontade das partes (segurado e seguradora), e contra o qual o cliente se protege, contratando o seguro.

RISCO ACESSÓRIO

O risco que não está incluso na cobertura principal, mas que pode ser coberto mediante sua inclusão na apólice de seguro de carro e com o devido pagamento de prêmio adicional.

SALVADOS

Todo objeto que é resgatado de um sinistro e ainda possui valor econômico. Exemplos, no caso dos seguros de carros, são os carros recuperados após furto ou roubo, ou carros que ficaram em perfeito estado após uma colisão.

SINISTRO

Termo utilizado em seguros de carros para designar o evento que tenha causado dano, perda ou prejuízo ao bem protegido na apólice de seguro auto.

TARIFA

Taxa usada para calcular o prêmio pago pelo segurado. Essas taxas podem ser alteradas várias vezes durante um mesmo mês.

VALOR DE MERCADO

É o índice que vai dizer o valor da indenização no dia do pagamento, já que essa indenização é feita com base no valor de mercado do automóvel.

VISTORIA PRÉVIA

É a inspeção realizada pela seguradora (por uma pessoa autorizada), para verificar o estado do automóvel antes da contratação do seguro de carro.

VISTORIA DE RISCO

É a inspeção realizada por peritos para avaliar a dimensão do risco a ser segurado, buscando estabelecer o valor do seguro auto.

VISTORIA DE SINISTRO

É a inspeção realizada no local onde se encontra o carro sinistrado, com o objetivo de apurar o montante dos prejuízos sofridos.


Tag:

Categorizados em: ,