Como funciona o seguro de automóvel em caso de engavetamento

Publicado por Andréia Silveira

Você quer saber como funciona o seguro de automóvel em caso de engavetamento? Então confira o nosso artigo e tire suas dúvidas!

Se já passou por situações estressantes no trânsito, consegue imaginar o quanto um engavetamento é ruim. Para essa e demais situações em que ocorrem sinistros, ter um seguro auto é fundamental. Veja aqui como funciona o seguro de automóvel em caso de engavetamento. Assim você ficará por dentro dos procedimentos se passar por esse problema ou ajudar alguém próximo.

Seguro De Automóvel Em Caso De Engavetamento

Entendendo um engavetamento

Em cada tipo de situação em que houve um engavetamento, é necessário tomar ma providência. Se você passou por esse problema, analise em qual dessas situações você se encontra:

  1. Freada brusca:

Se você estava andando com o seu veículo e um carro freia, de repente, na sua frente e isso leva a outros veículos também bater um atrás do outro, cada um arcará com os danos aos carros em que bateram. Portanto, você fica responsável em pagar os estragos feitos no veículo que estava à sua frente, apenas. O veículo que bateu atrás de você deverá ser o responsável em arcar com o prejuízo no seu carro.

  1. Carros empurrados:

Se um carro que está atrás de outros não conseguiu frear, ele acabou empurrando outros, certo? Então, a culpa é do carro que não freou e ele quem deverá arcar com os prejuízos dos demais veículos. Isso ocorre mesmo se os carros afetados sejam em grande número, por exemplo, 10 veículos.

Anote 5 passos para deixar o seguro auto mais barato!

Não é muito justo você arcar com o prejuízo, afinal, você não esperava que o veículo fosse frear bruscamente. Isso foi o que ocorreu no primeiro exemplo, pois seu carro está em movimento e você não esperava uma freada inesperada. Porém, para as leis de trânsito o errado é sempre quem bate na traseira. A única saída é dirigir com a maior distância dos veículos.

Como vou conseguir usar meu seguro de automóvel em caso de engavetamento?

Assim como ocorre com as leis de trânsito, para o seguro de automóvel em caso de engavetamento é igual. Ou seja, a culpa é sempre de quem bateu atrás, então você vai acionar o seguro se colidiu com o carro da frente. Se alguém bateu atrás do seu carro, então a culpa é do outro e não sua. Nesse caso, ele quem deverá arcar com os seus prejuízos e você não precisa acionar o seguro.

Para evitar essas despesas, siga a lei de trânsito que determina manter uma distância segura do carro da frente. Sempre para a lei quem bate na traseira não estava mantendo uma distância segura. Dessa forma, o motorista expôs o seu veículo ao risco de acidente. Isso é igual para o seguro de carro, ou seja, a regra é a mesma.

Sabemos que em diversos pontos da cidade e estradas, dificilmente conseguimos manter uma distância segura. Porém, a lei não muda a regra e se você não quer arcar com prejuízos, fique o mais longe possível.


Tag:

Categorizados em: