Quando acionar ou não o seguro do carro?

Publiado por - Jeniffer Elaina da Silva 05 February 2018

Uma dúvida que está presente de muitos donos de automóveis: quando acionar ou não o seguro do carro? Conheça esses momentos a seguir!

Ter um carro e não possuir seguro é algo muito sério. Afinal, todos estamos sujeitos a algum problema com o automóvel. O seguro foi criado para dar mais segurança e cobrir, possíveis, danos nos veículos. Entretanto, há vários casos em que não é vantajoso acionar o seguro, já que existe uma franquia. Conheça quando acionar ou não o seguro do carro.

O que é a franquia?

Todo segurado tem uma franquia e ela é o valor pago quando for necessário reparar algum dano no carro. A grande questão é em alguns casos, o valor é mais alto que o prejuízo inicial. Portanto é de suma importância, saber quanto é o valor da franquia. Se a seguradora cobre mil reais e o prejuízo for R$ 500, sai melhor você pagar esse valor do que a franquia.

Para danos pequenos

Em casos de pequenos danos, como pequenas batidas, arranhões e faróis quebrados, por exemplo, os custos são pequenos. Ao acionar a seguradora, você pagará a mais que o necessário já que na maioria desses casos citados acima, o valor é pequeno. Em caso de dúvidas, faça um orçamento antes de entrar em contato com a seguradora. Mas lembre-se de saber o valor da franquia, para então, ter certeza que está fazendo a escolha certa.

Em casos de acidentes

Existem dois tipos de acidentes, aqueles que são provocados por você e os provocados por terceiros. Antes de chamar o seguro, certifique-se quem foi o causador do sinistro. Se o responsável for um terceiro, não precisa se preocupar nem acionar a seguradora, pois é o outro motorista que deverá arcar com todos os prejuízos. Seja o carro dele, do seu e daqueles que se envolveram na batida. Lembre-se que não é necessário registrar o sinistro junto a sua seguradora.

Porém, se você for o responsável pela batida, é sua obrigação registrar o sinistro e arcar com o prejuízo de todos os carros que se envolveram na batida. Entretanto, se os estragos causados não tiverem sido tão grandes, é melhor conversar com o outro motorista e pagar do próprio bolso e não fazer uso da franquia.

Por fim, podemos afirmar que para acionar o seguro do carro, é preciso ter certeza do valor da franquia. Não precisa entrar em desespero, cabe analisar o tamanho do problema e verificar se é melhor usar a franquia ou pagar o prejuízo do próprio bolso sem acionar a seguradora.